Segunda-feira, 17 de Junho de 2013

ALMOÇO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATOS DIA 29 JUNHO EM VILA NOVA DA BARONIA

A CDU continua a apresentação de todos os candidatos a todos os órgãos autárquicos do Concelho de Alvito. Depois de no dia 14 de Junho terem sido apresentados em Alvito, agora é a vez de Vila Nova da Baronia.

No Centro Cultural em Vila Nova da Baronia, no Sábado dia 29 de Junho às 13.00 horas vamos apresentar os nossos candidatos num almoço convívio, aberto a todos os que nele se quizerem inscrever.

Poderá fazer a sua inscrição junto dos nossos candidatos e activistas da CDU.

 

Como convidado vai estar presente neste almoço Inês Zuber, Deputada da CDU no Parlamento Europeu.

 

PARTICIPE!

VENHA DAR MAIS FORÇA À CDU NO CONCELHO DE ALVITO!

Publicado por cdualvito às 15:44
Link do post | Comentar | Favorito
Terça-feira, 4 de Junho de 2013

JANTAR DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATOS DO CONCELHO DE ALVITO, 14 de JUNHO

Encerrado que está todo o processo de decisão sobre a composição das listas para todos os órgãos autárquicos do Concelho, a CDU vai iniciar uma nova fase da sua campanha eleitoral.

 

JANTAR DE APRESENTAÇÃO DE TODOS OS CANDIDATOS A TODOS OS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS DO CONCELHO DE ALVITO vai realizar-se já no próximo dia 14 de Junho (Sexta Feira) às 20.00 horas no salão dos Bombeiros Voluntários de Alvito.

 

A Comissão Eleitoral da CDU convida todos a participar nesta iniciativa de apresentação pública de candidatos. Poderá adquirir o seu bilhete ou inscrição junto dos candidatos e activistas da CDU ou no Centro de Trabalho do PCP em Alvito.

 

 

 

Publicado por cdualvito às 16:48
Link do post | Comentar | Favorito
Terça-feira, 16 de Abril de 2013

RESOLUÇÃO DO ENCONTRO DISTRITAL DE BEJA DA CDU

 

 

RESOLUÇÃO DO ENCONTRO DISTRITAL DE BEJA DA CDU

14 DE ABRIL DE 2013 – CASA DA CULTURA DE BEJA

 

As próximas eleições autárquicas assumem, no actual quadro de profunda crise económica e social, uma importância relevante, quer pelas possibilidades reais de reforço das posições institucionais da CDU, quer porque constituem um momento e uma oportunidade clara de condenação das políticas de direita e do rumo de desastre em que nos colocaram.

 

A luta contra o programa de subversão do Poder Local Democrático, a par da afirmação do nosso projecto autárquico e da CDU como grande força nas autarquias, constituem eixos prioritários de intervenção na campanha.

(I)

POSIÇÕES E PROPOSTAS  PARA UM DISTRITO MELHOR 

  1. DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

O Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva deve cumprir os seus principais objectivos (e prazos) de grande investimento regional e nacional e de efectivo contributo para uma resposta agro-alimentar absolutamente inquestionável e urgente, sustentada num plano estratégico para toda a zona de influência;

  • A agricultura e a indústria em meados da década de 70 valiam mais de 60% do valor acrescentado bruto nacional mas, hoje, o peso da agricultura mais a indústria na economia reduziu-se a cerca de um quarto, importando o país o dobro do que exporta em termos alimentares. O sector de serviços elevou-se a cerca de três quartos. Estes dados ilustram de forma esmagadora a urgente necessidade da promoção e desenvolvimento da produção agrícola nacional, em que a nossa região pode e deve cumprir um papel relevante; A agricultura, pelas suas potencialidades deve ser defendida como um sector estratégico no desenvolvimento do distrito, capaz de potenciar o desenvolvimento de outros sectores e industrias criando emprego;
  • As energias renováveis, onde temos experiências piloto nas solares, casos de Moura e Serpa, devem ser um sector a continuar a ganhar importância. Criar um cluster associado às energias renováveis. Defender a construção de um oleoduto Sines-Beja, aproveitando as obras de construção do IP8, e o alargamento da rede de distribuição de gás natural;
  • O Aeroporto de Beja, enquanto instrumento de desenvolvimento regional integrado, deve ser defendido e assumido;
  • Os recursos mineiros (confirmando a nossa riqueza) do distrito, onde se situa a maior  mina da empresa, continuam a ser explorados não em função do interesse publico regional e nacional, e isso é uma exigência, mas numa linha liberalizante e de entrega a capitais e interesses estrangeiros, em prejuízo da transformação e criação de mais riqueza e emprego na região. Ainda que nos situemos numa “anomalia geológica”(pela grande quantidade e qualidade), estes materiais são finitos e, a bem da preservação ambiental e desta importante riqueza do nosso subsolo, é preciso refrear a “safra gananciosa” actualmente em curso, sob a lógica da máxima acumulação do lucro que sai pelas nossas portas fora para o estrangeiro e garantir uma exploração racional dessas reservas;
  • No turismo, fomentar uma oferta de qualidade enquanto componente da economia regional, criando riqueza e emprego qualificado e com direitos, respeitando a nossa identidade cultural e os valores patrimoniais e ambientais, tornando a nossa região num destino único no panorama nacional. Preservar os recursos naturais e patrimoniais, e não a animação de projectos assentes na especulação imobiliária, predadores na generalidade dos casos de um património escasso e estratégico como é a Natureza.
  1. ACESSIBILIDADES
  • Consideramos uma vergonha o processo de paragem das obras e indecisões no IP8 e exigimos que estas sejam retomadas, com quatro vias, sem portagens e até à fronteira. Não se param a meio, obras desta dimensão.
  • O IP2 inacabado é mais uma prova da falta de respeito pelas populações e instituições e as obras arrastam-se, sendo um perigo há meses para os automobilistas. É urgente a conclusão deste troço fundamental no distrito;
  • O Aeroporto de Beja é para ser defendido sem hesitações e não ao sabor de interesses estranhos à região e ao seu desenvolvimento. Todas as valências (carga, passageiros, estacionamento e reparação, entre outras) são complementares e o domínio público e a participação das instituições regionais são as melhores garantias para que esta infra-estrutura cumpra o seu principal desígnio;
  • A exigência da electrificação do troço (que resta) da linha ferroviária de Beja e o restabelecimento do comboio inter-cidades directo Beja / Lisboa é para manter, não desistindo, como alguns, porque esta ligação deve incorporar uma estratégia complementar de desenvolvimento e dignificação da região. O restabelecimento da ligação ao Algarve deve continuar a ser igualmente uma exigência;
  • A ligação ferroviária de mercadorias entre Sines, Beja, Évora e Badajoz é de importância estratégica e não faz sentido outro traçado ignorando Beja, se queremos pensar uma verdadeira perspectiva integrada regional.
  1. COMBATER A DESERTIFICAÇÃO E O DESPOVOAMENTO
  • As populações do distrito de Beja são duplamente penalizadas com as políticas governamentais de direita, levadas a cabo pelo PS e pelo PSD/CDS, que privilegiam o grande capital e as classes a ele associadas em desfavor dos trabalhadores e das populações, agravando as assimetrias, as desigualdades, as injustiças sociais e o caminho do despovoamento;
  • A emigração de milhares de pessoas, designadamente jovens, voltou a ser uma dura realidade no distrito, ilustrando, se disso houvesse dúvidas, o efeito da desgovernação e destas políticas nas últimas décadas;
  • São necessárias e urgentes medidas e políticas de valorização do investimento em geral, designadamente o público;
  • É necessária a valorização dos diferentes centros urbanos, com destaque para as sedes de concelho, enquanto elementos cruciais para assegurar a coesão da estrutura urbana regional, que ao mesmo tempo disponibilize aos cidadãos um conjunto de serviços e equipamentos na área da saúde, da educação, da cultura e do desporto, tal como os indispensáveis serviços públicos que a administração regional e local presta às populações.
  1. MAIS BEM-ESTAR E QUALIDADE DE VIDA PARA AS POPULAÇÕES
  • O património de bem-estar e índices de qualidade de vida obtidos pelas autarquias e gestão da CDU (desde sempre reconhecidos) são uma garantia e um compromisso para o futuro.
  • A qualidade dos serviços e dos equipamentos e a intervenção para aumentar a qualidade de vida das populações, permanentemente ajustada a novos padrões, condições e necessidades, será uma preocupação transversal da gestão autárquica da CDU.
  1. VAMOS PRIVILEGIAR A JUVENTUDE E OS IDOSOS 
  • Ao assumir que, entre outras camadas sociais, iremos privilegiar na nossa intervenção os jovens e os idosos, é porque estas são hoje das mais atingidas e frágeis na sociedade porque a uns e outros destruíram a esperança;
  1. OS SERVIÇOS PÚBLICOS SÃO ESSENCIAIS E PRECISAM SER DEFENDIDOS 
  • Para a CDU, os serviços públicos e as funções sociais do Estado são parte integrante de uma visão de sociedade que recusa a sua entrega a privados, cujo objecto, sendo o lucro, não protege prioritariamente, como deve, os cidadãos;
  • A água é um bem finito indispensável e deve manter-se pública e nas competências dos municípios como forma de garantir em segurança e qualidade o abastecimento em condições de acesso pelas populações. Não aceitamos e combateremos as fusões dos chamados grandes sistemas (Alentejo + Algarve) e as tentativas de privatização;  
  • Defendemos um serviço nacional e público de Correios e Telecomunicações, oferecendo maior segurança e qualidade e defendendo os postos de trabalho. Lutamos contra a privatização e exigimos a sua reposição em todas as localidades;
  • Defendemos a escola pública de qualidade, gratuita e para todos e estamos contra o encerramento e agregação das escolas do ensino básico nas freguesias, porque são pilares das comunidades locais e não podem ser vistos apenas como números;
  • Defendemos um Serviço Nacional de Saúde de proximidade e preventivo, com Centros e Extensões com horários ajustados às necessidades das populações, designadamente à sua maioria, que são os idosos. Lutaremos contra a anunciada perspectiva de redução do número de camas e da extinção do serviço de oncologia no Hospital José Joaquim Fernandes em Beja e contra a transferência do Hospital de Serpa para a misericórdia local. É preciso parar esta loucura no ataque deste governo ao direito à saúde e ao SNS;
  • O transporte público entre as sedes de concelho e as freguesias e localidades, entre outras ligações sub-regionais, deve constituir uma obrigação do Estado. O abandono sucessivo de ligações praticamente em todo o território do distrito, causa dependências de toda a ordem para as pessoas e limita actividades e deslocações, designadamente a serviços e hospitais.
  1. A CULTURA COMO PARTE DE UM PROJECTO QUE VALORIZA AS PESSOAS
  • Defesa da escola pública em todos os seus níveis e do ensino de qualidade, vistos como valor estratégico de desenvolvimento do distrito e do país.
  • Defesa da cultura apoiando o movimento associativo e popular, os criadores individuais, as estruturas associativas de criação e produção cultural e artística, amadores e profissionais, desenvolvimento de políticas que visem o acesso generalizado das populações à criação e fruição artística e cultural, promovendo também a correcção de assimetrias entre cidades ou sedes de concelho, vilas , aldeias, e freguesias.
  1. DEFENDER O PODER LOCAL DEMOCRÁTICO DE ABRIL
  • Defendemos os municípios e as freguesias e lutamos contra a sua extinção porque os problemas do país não estão aí nem se resolvem diminuindo a democracia e a participação. Contra os que assinando o chamado pacto de agressão (PS, PSD/CDS) admitiram a “diminuição de autarquias”, nós exigiremos, num novo quadro e condições políticas, a reposição e recuperação de todas as freguesias extintas;
  • Defendemos a pluralidade na composição de todos os órgãos autárquicos, contrariamente ao PS e PSD que querem, embora deixando cair por agora a proposta de lei, ter executivos municipais monocolores, acabando com os vereadores da oposição de todos os outros partidos;
  • Defendemos uma Lei de Finanças Locais que, de acordo com a Constituição da República e a autonomia do poder local, deve “visar a justa repartição dos recursos públicos pelo Estado e pelas Autarquias e a necessária correcção de desigualdades”;
  • Defendemos um Regime Jurídico de Competências das autarquias que não esvazie os seus poderes e os delegue em órgãos não eleitos, como são as Comunidades Intermunicipais (CIMs). As Câmaras Municipais de maioria CDU não deverão entregar nem descentralizar competências para as CIMs;
  • Defendemos os trabalhadores das autarquias e estamos com as suas reivindicações, designadamente contra o roubo nos seus subsídios, congelamentos de carreiras, salários e despedimentos / saídas obrigatórias anualmente, contra a redução de chefias e imposição de reduções nas estruturas orgânicas das Câmaras;
  • Defendemos a autonomia do poder local, contra imposições e ingerências, contrárias ao espírito da lei e à Constituição da República.
  1. SOMOS DIFERENTES
  • Os partidos não são todos iguais! Esta é uma verdade que as classes dominantes e seus partidos (esses sim, são iguais) (veja-se os resultados da sua prática e orientações políticas) querem esconder da opinião pública, branqueando assim as suas responsabilidades na situação em que colocaram o país. Nas autarquias, estes partidos e os seus eleitos, em geral, são defensores das principais orientações e políticas governamentais;
  • A CDU tem um projecto autárquico distintivo de todos os outros e os seus eleitos assumem princípios e orientações sob a consigna de “trabalho, honestidade e competência”, recusando quaisquer benefícios pelo exercício de funções públicas e orientando-se sempre na sua acção pela defesa dos interesses da maioria das populações e de um desenvolvimento integrado.

(II)

 

UMA CAMPANHA DIGNA E DE CUSTOS REDUZIDOS

  1. Para a CDU, a política é uma actividade nobre, de serviço às populações e não  para servir-se delas;
  2.  A campanha eleitoral da CDU no Distrito será assumidamente de gastos reduzidos, digna e assente num estreito contacto, olhos nos olhos com as pessoas;
  3. Vamos dar a conhecer as nossas propostas, não prometendo mas assumindo compromissos tendo em conta as condições, meios e prioridades, assumindo que somos uma candidatura diferente, cuja principal preocupação são os interesses e necessidades das populações e um desenvolvimento integrado dos concelhos e da região;
  4. Recusaremos a baixa política e as ofensas mas seremos intransigentes na denúncia e desmascaramento da demagogia, do populismo e do oportunismo.

(III)

OBJECTIVOS E RAZÕES PARA VOTAR MAIS CDU NESTAS ELEIÇÕES

 

A defesa dos interesses das populações e dos trabalhadores do distrito de Beja precisa do reforço das posições, do projecto e da força da CDU para um Poder Local mais forte e presente em todos os momentos, dando mais força à força coerente e de esquerda por uma alternativa que rompa com o actual rumo de desastre do país;

  1. Face aos resultados que obteve em 2009 e pelo trabalho e condições criadas de unidade em torno das suas candidaturas, a CDU é a força que se apresenta em melhores condições de alcançar um reforço geral de votos e mandatos, que se poderá traduzir em novas posições maioritárias em municípios e freguesias do distrito;
  2. Apelamos ao exercício do direito ao voto, contra a abstenção porque, exercendo os direitos cívicos, defenderemos os nossos direitos políticos, designadamente o direito ao voto conquistado com o 25 de Abril. Só votando a opinião de cada um contará;
  3. Vamos votar na CDU porque, nas autarquias, respeitamos e honramos os compromissos com as populações e o desenvolvimento integrado dos concelhos, sem demagogias e utilizando da melhor forma todos os recursos disponíveis em benefício das nossas terras e das nossas gentes;
  4. Vamos votar na CDU porque, com o reforço eleitoral da votação na CDU nas eleições para as Autarquias Locais, estaremos também a contribuir, e muito, para a alteração do panorama político do País, conferindo mais força à CDU, única força coerente, que está sempre do mesmo lado: o da defesa dos interesses dos que mais precisam, os trabalhadores e as populações, sempre e sem qualquer hesitação.

 

Aprovada por unanimidade

 

Publicado por cdualvito às 08:30
Link do post | Favorito
Sábado, 9 de Março de 2013

Encontro Concelhio CDU - 9 Março - Alvito

 

GALERIA DE FOTOS: http://s261.beta.photobucket.com/user/14032001/story/17399

 

 

 

RESOLUÇÃO DO ENCONTRO CONCELHIO DA CDU - ALVITO 09 DE MARÇO 2013

 

AMBICIONAMOS O MÁXIMO PARA O CONCELHO DE ALVITO

 

  1. Atrair empresas e actividades, potencializando assim ao máximo a criação de emprego, que é  um dos maiores problemas do Concelho;
  2. Apostar na valorização e no papel dos trabalhadores do Município, pelo seu imprescindível contributo na construção de um melhor futuro para o nosso concelho;
  3. As preocupações sociais com os mais necessitados, não deixarão de ser, em função dos instrumentos previstos nas competências autárquicas, uma das nossas prioridades. As políticas e orientações dos governos das últimas décadas, colocaram o país, e particularmente as pessoas, em situação de grande fragilidade sócio-económica;
  4. Os jovens e os idosos são a prioridade dos nossos projectos e alvo da nossa atenção. Nada existe de mais triste que os jovens não possam constituir família e ter esperança no futuro. Nada é mais confrangedor que vermos os nossos idosos ao abandono, sem recursos ou pensões dignas;
  5. As questões ambientais, os espaços verdes e jardins, assim como a limpeza urbana, reparação de estradas e caminhos, constituem outro importante compromisso que assumimos;
  6. O valioso património, a cultura, a educação e o turismo, continuarão a contar com uma parte importante dos nossos meios, recursos e projectos, pelo importantíssimo papel que assumem no desenvolvimento e progresso do nosso concelho.

 

UMA CAMPANHA SÉRIA E DIGNA 

  1. A campanha eleitoral da CDU no Concelho de Alvito será de gastos reduzidos num propósito de dignificação da política e de respeito para com as pessoas que passam mais dificuldades,  demonstrando assim  que os partidos não são todos iguais ;
  2. A nossa campanha orienta-se para o contacto com todos os nossos concidadãos, explicando aquilo que nos propomos realizar e tudo será claro e transparente, sem promessas mas com compromissos a honrar e submeter à apreciação de todos.

 

SÃO MUITAS AS RAZÕES PARA VOTAR MAIS CDU

 

  1. Votar porque, exercendo os direitos cívicos, defendemos os nossos direitos políticos, designadamente o direito ao voto conquistado com o 25 de Abril e só votando a sua opinião contará;
  2. Votar na CDU porque, nas autarquias, respeitamos e honramos os compromissos com as populações e o desenvolvimento sustentável do Concelho, sem demagogias e utilizando da melhor forma todos os recursos ao nosso alcance em benefício das nossas terras e das nossas gentes;
  3.  Votar na CDU porque, com o reforço eleitoral da votação na CDU nas eleições para as Autarquias Locais em Outubro, estará também a contribuir, e muito, para a alteração do panorama político do País, conferindo assim mais força à CDU, única força coerente, que está sempre do mesmo lado: o da defesa dos interesses dos que mais precisam, os trabalhadores e das populações em geral, sempre e sem qualquer hes
Publicado por cdualvito às 19:02
Link do post | Favorito
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

Encontro Concelhio CDU

Publicado por cdualvito às 23:06
Link do post | Favorito

Informação CDU

Publicado por cdualvito às 22:59
Link do post | Favorito
Sábado, 15 de Dezembro de 2012

Professor António Valério é o candidato da CDU à Câmara de Alvito

Professor de história António Valério, de 56 anos, é o candidato da CDU à presidência da Câmara de Alvito, no distrito de Beja, nas eleições autárquicas de 2013, revelou hoje à agência Lusa fonte do PCP.
Na discussão que houve entre a comissão coordenadora concelhia de Alvito e os atuais eleitos da CDU na autarquia, a candidatura de António Valério foi considerada "a melhor solução e a mais ajustada ao contexto das próximas eleições autárquicas", explicou a fonte.
A escolha de António Valério, que foi "consensual", "não pressupõe nenhuma desvalorização" do trabalho do atual executivo comunista da Câmara de Alvito, liderado por João Penetra, e resultou da "consciência" de que o novo candidato "assegura maiores esperanças de manutenção e reforço da CDU" à frente do município, frisou a fonte.
Natural e residente em Alvito, António Valério, licenciado e mestre em História pela Universidade de Lisboa, é professor de História no Ensino Secundário.
A candidatura de António Valério à presidência da Câmara de Alvito vai ser apresentada na sexta-feira, a partir das 20:00, num jantar num restaurante da vila, promovido pela comissão coordenadora concelhia da CDU.  Texto transcrito de: http://www.regiao-sul.pt/noticia.php?refnoticia=132640

 

Mais referências

 

http://www.radiopax.com/noticias.php?d=noticias&id=17007&c=1

 

http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?q=C/NEWSSHOW/51872

 

http://correioalentejo.com/?diaria=8288

 

Publicado por cdualvito às 14:54
Link do post | Favorito

Jantar de Apresentação do candidato CDU

O jantar de apresentação de António João Valério como candidato da CDU à presidência da Câmara Municipal de Alvito realizou-se ontem em Alvito no restaurante "O Francês" que se revelou apertado para receber as cerca de oitenta pessoas que marcaram presença.

A Coordenadora de Alvito da CDU agradece a todos os que contribuíram com a sua presença e participação no jantar de apresentação do nosso candidato à Câmara Municipal de Alvito no dia 14 de Dezembro, certos que, esta foi uma prova de confiança que registamos e nos anima no trabalho futuro e de reforço eleitoral das nossas posições. Igualmente aos que, por razões profissionais, pessoais ou outras, não podendo estar presentes, sabemos poder contar com todos neste caminho que ali iniciámos.

 

Biografia de António João Valério

 

ntervenções

  • António João Valério - Candidato independente à presidência da CMA pela CDU - Ler
  • João Penetra - Presidente da Câmara Municipal de Alvito eleito pela CDU - Ler
  • João Dias Coelho - Membro da Comissão Politica do Comité Central do PCP - Ler

 

Mais Fotos: http://s261.beta.photobucket.com/user/14032001/story/8723

 

Publicado por cdualvito às 14:51
Link do post | Favorito
Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2012

BEM VINDOS

Publicado por cdualvito às 12:26
Link do post | Favorito

CDU Alvito

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

UMA VITÓRIA DAS POPULAÇÕE...

27 SETEMBRO - ESPECTÁCULO...

AOS TRABALHADORES DAS AUT...

PARA VOTAR CDU NO CONCELH...

CANDIDATOS À CÂMARA MUNIC...

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA M...

CANDIDATOS À FREGUESIA DE...

CANDIDATOS À FREGUESIA DE...

CDU ENTREGA LISTAS NO TRI...

ELEITOS DISCUTEM PROGRAMA...

Arquivos

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012